Como montar um cardápio que vende? Confira 7 ideias

Como montar um cardápio que vende? Confira 7 ideias

Antes de definir como montar um cardápio para bar, restaurante ou lanchonete é importante relacionar os pratos oferecidos com a capacidade de armazenamento e produção do estabelecimento.

Além disso, a configuração da cozinha, as combinações de pratos e as diferentes formas de cozimento podem favorecer um cardápio completo mesmo sem muitas opções de ingredientes.

É preciso, ainda, determinar o perfil que vai direcionar a estratégia do cardápio, com base no público-alvo e na proposta escolhida pela empresa, além de orientar a escolha do design, das cores e informações que serão apresentadas nessa que é uma das peças-chave para o sucesso do empreendimento.

O objetivo deste conteúdo é inspirar empreendedores com ideias para definir como montar um cardápio que realmente vende. Confira!

Sugestões de como montar um cardápio

Selecionamos algumas boas ideias para ajudar você a definir um cardápio eficiente para alavancar o seu negócio e fidelizar os seus clientes. Veja:

1. Transparência

Faça uma descrição detalhada dos ingredientes utilizados, sua procedência e modo de confecção dos pratos para demonstrar o comprometimento da empresa com o bem-estar dos clientes.

Informe ainda, as calorias e os ingredientes que podem oferecer riscos para pessoas alérgicas ou intolerantes a eles. Descreva as informações de forma clara e sugestiva, isso evita que o garçom deixe de atender mais mesas para tirar dúvidas sobre os pratos.

Se possível, ofereça também uma versão do cardápio acessível para deficientes visuais, em letra maior ou em Braille.

2. Coerência com a proposta da casa

Mantenha coerência com a proposta escolhida, relacionada ao público à decoração ou ao perfil do negócio. Isso ajuda a determinar se o cardápio será tradicional, moderno ou temático, por exemplo.

Evite letras muito pequenas ou cores sem contraste que dificultem a leitura, inclua fotos e dê nomes criativos aos pratos.

3. Ordem de aparição dos pratos

Oriente a experiência do consumidor para que ele aumente o consumo conforme a permanência no estabelecimento: inicie o cardápio com sopas, petiscos, saladas e sanduíches.

Na sequência, adicione os pratos principais, subdivididos em categorias, como boi, porco, frango ou peixe, massas, etc. Por fim, adicione bebidas e sobremesas e cafés.

4. Bebidas à parte

Se o estabelecimento tem opções variadas de cervejas, drinks e vinhos, faça uma carta de bebidas, cuidando para que o volume de informação não fique exagerado, ocupando muito espaço na mesa.

5. Preços e promoções

Ao montar o cardápio, a formação do preço pode ser o fator crucial para determinar o sucesso ou o fracasso da estratégia. Para tanto, siga as seguintes orientações:

  • calcule corretamente o preço, pensando não somente no custo dos insumos, mas também em uma margem de lucro;
  • atente para preços muito baixos, que podem ser uma estratégia competitiva, mas devem cobrir as despesas da empresa;
  • não baseie a formação de preços unicamente na concorrência;
  • evite o uso de cifrão;
  • utilize a estratégia do “90 centavos” para passar a ideia de preços inferiores.

Para oferecer promoções, cole no cardápio adesivos que possam ser retirados quando o desconto não for mais conveniente para a empresa, ou crie peças separadas que podem ser entregues junto ao cardápio habitual.

6. Menu kids

Ofereça um cardápio especial com pratos, sobremesas e design adequados às crianças e fidelize um público muito lucrativo, que nem sempre é percebido pelas empresas.

7. Redes sociais

Informe no cardápio:

  • as redes sociais da empresa;
  • se o estabelecimento oferece acesso gratuito à rede Wi-Fi.

Estimule o check-in na chegada do cliente, incentive o uso de hashtags oficiais e premie, com um drink ou uma sobremesa, os clientes que tiverem sua foto no estabelecimento mais compartilhada, comentada ou curtida.

Ideias de cardápio para 2018

A regra para ser atual é a personalização. Então, procure oferecer aquilo que o cliente realmente deseja e está disposto a pagar para consumir.

Para isso, considere fatores como idade, localização, dados demográficos e ainda:

  • cogite cardápios semanais;
  • nas entregas, ofereça opções para marmita comum, executivo e dupla;
  • ofereça um cardápio fit;
  • seja flexível!

Gostou das nossas dicas de como montar um cardápio eficiente para o seu negócio? Então, compartilhe este post com seus amigos nas redes sociais!

Você pode gostar
Deseja aumentar as vendas no fim do ano? Confira 4 dicas infalíveis!
O mercado de delivery e suas tendências: seu negócio está preparado?
O mercado de delivery e suas tendências: seu negócio está preparado?


Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This